Testamento e Inventário

A morte precisa ser planejada. Essa não é uma realidade confortável, mas precisa ser pensada para que problemas futuros – muitas vezes irreparáveis – sejam evitados. 

Passamos os anos buscando acumular bens e dinheiro, objetivando uma vida mais confortável para nós e para nossos familiares. Por isso, o testamento, a doação e a partilha são instrumentos bem-vindos quando se trata de deixar todo patrimônio organizado quando chegar a hora da nossa partida. Isso ameniza a dor e traz maior sossego e estabilidade emocional e financeira para aqueles que ficaram.